Localização

A palavra Mantiqueira se origina do tupi-guarani e significa “Serra que chora”, assim denominada pelos índios que habitavam a região e devido à grande quantidade de nascentes e riachos encontrados em suas encostas.

Seu nome já indica a sua grande importância como fonte de água potável e seus rios abastecem um grande número de cidades do Sudeste. Seus riachos formam o Rio Jaguary, responsável pelo abastecimento da região norte da Grande S.Paulo, o Rio Paraíba do Sul, que corta uma região densamente habitada e altamente industrializada, e o Rio Grande que irá formar o maior complexo hidroelétrico do país. Nesta região também estão localizadas as mais afamadas fontes de águas minerais do país nas cidades de Cambuquira, Lambari, Caxambu, São Lourenço, Campos do Jordão, Poços de Caldas e Águas da Prata.

A Serra da Mantiqueira integra o ecossistema da Mata Atlântica que possui uma das maiores biodiversidades do planeta. Apesar da ocupação das terras, principalmente para a exploração da pecuária, existem ainda regiões de mata muito bem preservadas onde encontramos uma impressionante variedade de árvores como o jacarandá, cedro, canjerana, guatambu, ipês, canelas, angicos, jequitibá, e também a araucária (ou pinheiro-brasileiro) e o pinheiro-bravo, típicos do clima tropical de altitude. Este também é o habitat ainda de uma fauna variada onde se destacam o veado campeiro, o lobo-guará, o cachorro-vinagre, o cachorro do mato, a raposinha, a onça parda, a jaguatirica, a paca, o bugio, o macaco sauá, o muriqui, o esquilo e o ouriço caixeiro. Entre as aves, o tucano, a maitaca, o inhambu, o jaçanã, a seriema e o gavião carcará se destacam.

Tudo isto em uma região que começa a apenas 100 km da cidade de São Paulo.

Histórico da ocupação da região

No início da ocupação do Brasil a Mantiqueira foi um grande obstáculo a ser vencido para as expedições que iam para o interior em busca do ouro e das pedras preciosas. A partir da segunda metade do século XVI vários desbravadores paulistas, entre eles Fernão Dias Paes Leme, abriram e consolidaram um caminho que se iniciava no Planalto Paulista, seguia pelo Rio Paraíba através da região onde hoje se situam as cidades de Taubaté, Pindamonhangaba, Guaratinguetá e Lorena até a cidade de Cachoeira. Deste ponto seguiam pela Garganta do Embaú e Passa Quatro e adentravam o Sertão da Mantiqueira.

Em fins do século XVII, depois de 140 anos de busca, os Paulistas descobrem no interior de Minas o tão cobiçado ouro, dando início a um grande fluxo de pessoas para tentar a sorte nos garimpos. A Coroa Portuguesa, no intuito de controlar o trânsito do metal e facilitar a cobrança dos impostos, define o único caminho permitido para o acesso às minas e para o transporte do metal, e que ficou conhecido como Caminho Geral do Sertão. Este se iniciava em Paraty, atravessava a Serra do Mar e atingia Guaratinguetá. Daí seguia pelo caminho dos Paulistas atravessando a Mantiqueira e passando por onde estão hoje Passa-Quatro, Itanhandu, Santana do Capivari, Consolação, Pouso Alto, Boa Vista, Baependi, Conceição do Rio Verde, Cruzília e Ingaí. Aí atravessava o Rio Grande chegando a Ibituruna e subia o Rio das Velhas até o Arraial do Rio das Mortes, hoje São João Del Rey. Seguia então até Vila Rica, hoje Ouro Preto.

Em meados do século XVIII a Coroa abre um segundo caminho a partir do Rio de Janeiro, atravessando a Serra dos Órgãos, e o caminho dos Paulistas passa a ser chamado de Caminho Velho.

Peculiaridades

A Mantiqueira é a região preferida pelos montanhistas e trekkers que, no inverno (estação seca), se aventuram em alguns dos picos mais altos do país:

Também lá estão algumas das cidades brasileiras com maior altitude:

Devido à altitude, o inverno na Serra da Mantiqueira apresenta baixas temperaturas, com a ocorrência de nevoeiros no início da manhã e, às vezes, geadas, dando à paisagem o visual das regiões de clima frio. É comum o termômetro atingir marcas próximas e até inferiores a 0ºC, sendo que nas cidades mais altas como Campos do Jordão e Maria da Fé verificou-se temperaturas de até - 8ºC em anos recentes. Nos picos mais altos o frio chega a ser mais intenso ainda e as temperaturas podem cair abaixo de -10ºC.


Serra da Mantiqueira


Municípios de maior incidência do cão Pastor da Mantiqueira:

Virginia, Passa Quatro, Marmelópolis, Delfim Moreira, Wenceslau Brás, Itajubá, Piranguçu, Brasópolis, São Bento do Sapucaí, Monteiro Lobato, Campos do Jordão, Gonçalves, Sapucaí Mirim, Paraisópolis, Conceição Dos Ouros, Cachoeira de minas, Santa Rita do Sapucaí, Piranguinho, Natércia, Pedralva São José do Alegre, Hiliodora, Cristina, Maria da Fé e Conceição das Pedras.


Mapa da Serra da Mantiqueira
Cão Pastor da Mantiqueira
©2009-2010 Todos os direitos reservados.